Terça-feira, 7 jan 2020 - 09h56
Por Maria Clara Machado

Fumaça de incêndios florestais da Austrália chega ao Brasil

Uma grande quantidade de fumaça marrom acinzentada atravessou o oceano Pacífico rumo à América do Sul, transportadas por correntes de vento nos altos níveis da atmosfera. Através de imagens de satélite da NOAA é possível observar a pluma de fumaça avançando sobre o Chile e a Argentina em direção ao Brasil.

Imagem de satélite mostra pluma de fumaça sobre a América do Sul. Crédito: NOAA.
Imagem de satélite mostra pluma de fumaça sobre a América do Sul. Crédito: NOAA.


Projeções indicam que partículas da fumaça, que teve origem nos graves incêndios florestais do leste e sudeste da Austrália, passam também pelo Sul do Brasil nesta terça-feira. As correntes de vento acima de 13 quilômetros de altitude que percorrem todo o oceano entre a Austrália e a América do Sul chegam diretamente ao Rio Grande do Sul.

Imagem de satélite indica o caminho percorrido pela pluma de fumaça entre a Austrália e a América do Sul. Credito: NOAA.
Imagem de satélite indica o caminho percorrido pela pluma de fumaça entre a Austrália e a América do Sul. Credito: NOAA.

A fumaça percorreu 12 mil quilômetros pela segunda vez em pouco tempo. No final de novembro a mesma situação foi observada quando a fumaça dos incêndios em Nova Gales do Sul, na Austrália, atingiram o território argentino. A NASA chegou a divulgar uma animação com a projeção real do transporte de carbono preto ao longo do oceano Pacífico, entre a Austrália e a Argentina.

Relembre o vídeo Fumaça da Austrália atravessa todo o Pacífico e chega à Argentina disponível em nosso canal youtube.com/apolochannel

Desta vez, as imagens da pluma de fumaça são bem nítidas cobrindo o centro da Argentina, avançando de oeste para leste, em direção ao Uruguai e o oeste gaúcho. O Serviço Meteorológico Nacional da Argentina (SMN) e o Departamento Meteorológico de Santiago afirmaram que a fumaça não oferece risco direto à saúde da população, pois ela se encontra a pelo menos 6 quilômetros de altura, estando longe da superfície. O que aconteceu foi apenas uma alteração na coloração do céu.

Entardecer acinzentado em Buenos Aires, Argentina, na segunda-feira, devido a presença de fumaça. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @GaboAir
Entardecer acinzentado em Buenos Aires, Argentina, na segunda-feira, devido a presença de fumaça. Crédito: Imagem divulgada pelo twitter @GaboAir

Entretanto para o Rio Grande do Sul há previsão de chuva, o que pode acabar levando parte das partículas para o solo. Outra parte deve se dissipar pela ação dos ventos sobre o Oceano Atlântico, explicam os meteorologistas.

Veja também o vídeo Terríveis incêndios florestais devastam Victoria, na Austrália disponível em nosso canal youtube.com/apolochannel





Links Úteis  |  Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Painelglobal.com.br - Todos os direitos reservados - 2008 - 2020